quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

ESPECIALISTAS PROCURAM EXPLICAÇÕES PARA A MORTE DOS PÁSSAROS.

De acordo com especialistas, os fogos de artifício foram a causa mais provável para a morte de milhares de melros na cidade americana de Beebe, no Arkansas. Eles acreditam que os pássaros tenham se assustado com o barulho e a luminosidade e se desorientaram, batendo em casas, carros e no chão. Mas alertam: a causa real pode não ser descoberta.

Para os moradores da pequena cidade, que perderam o fim de semana coletando entre 4 mil e 5 mil pássaros mortos, a mortandade é um mistério.
Na segunda-feira (3), alguns moradores especulavam que o mau tempo seria o culpado. Outros acreditavam que o pássaro líder do banco poderia ter levado o grupo inteiro à morte. Algumas crianças comentavam, assustadas, que os melros haviam cometido suicídio em massa.
“Provavelmente há razões físicas, mas eu duvido que alguém possa confirmar o que realmente houve”, disse Thurman Booth, diretor do serviço estadual de vida selvagem.
Em poucos dias, esta foi a segunda morte em massa de animais no Arkansas. Na semana passada, 83 mil peixes apareceram boiando em 30 quilômetros do rio Arkansas, a cerca de 160 quilômetros a oeste de Beebe. Oficiais do serviço ambiental disseram que a morte dos peixes não está relacionada com a morte dos pássaros. Acredita-se que os peixes tenham sido atingidos por uma doença. O resultado dos exames deve sair dentro de um mês.
Cerca de 580 km ao sul de Beebe, biólogos do estado de Louisiana estavam investigando uma série semelhante de mortes. Uma reportagem do site The Advocate informou que cerca de 500 melros caíram do céu, na segunda-feira (3), em Point Coupee Parish, perto da cidade de Labarre. Ainda não foi comprovado se os dois casos estão relacionados.
Enquanto oficiais examinam as carcaças dos melros em busca de sinais de doença e os laboratórios fazem testes para identificar o que havia no estômago dos animais, a história está se transformando em uma espécie de lenda local.
A "chuva" de melros por telhados, calçadas e lavouras atingiu moradores que passeavam com seus cachorros ou carros de polícia que faziam a ronda da cidade. O comentário na cidade era de que o guarda-chuva era a única proteção dos moradores.
Pássaros eram “lançados nas ruas, quintais, estradas, por toda a parte”, disse Robby King, um oficial do condado de Beebe, comunidade de 5 mil habitantes no nordeste de Little Rock . "Em alguns locais, era difícil passar pela rua passar o carro por cima doa pássaros".
Os poucos pássaros sobreviventes tropeçavam na rua, atordoados.
Havia pouca luz no campo naquele momento, fora o brilho dos fogos de artifício e alguns raios no horizonte. No tumulto das comemorações do Ano Novo, muitos pássaros provavelmente se desorientaram.
“Os melros estavam voando no nível dos telhados, ao invés de estarem voando na mesma altura das copas das árvores’, disse Karen Rowe, especialista em aves da Comissão de caça e pesca do Arkansas.
Shane Roberts disse que o barulho era o mesmo de granizo caindo sobre o telhado. “Eu olhei para o meu quintal e estava todo aquele amontoado de animais”, disse Roberts.
Para muitas pessoas a cena que se desdobrou momentos depois da meia-noite evocavam o Apocalipse. Muitas famílias telefonaram para a polícia ao invés de estourar seus espumantes.
Os melros são uma das espécies mais abundantes da América do Norte; existem entre 100 e 200 milhões em todo o país, de acordo com o Laboratório de Ornitologia de Ithaca, Nova York. Rowe acredita que o número de melros mortos em Beebe “é facilmente maior que 3 mil aves”. A Comissão de Caça e Pesca do Arkansas estima em seu site que mais de 5 mil melros morreram momentos após a virada do ano em Beebe.

Minha pergunta: Será que a desorientação dos pássaros não estaria relacionada a alguma alteração magnética na Terra ou, a atividades solares?
(Com informações da AP)

Um comentário:

adriano disse...

Exames (autópsia) levarem um mês?

Ou querem que o povo tenha tempo de esquecer detalhes da tragédia.

Daqui um mês o povo esquece os detalhes e provavelmente irão concordar com qualquer teoria ridícula que apresentem.

O povo (por exemplo) não está nem se dando conta que estão acontecendo casos dias e até semanas depois dos fogos de artifícios e mais aconteceram casos em lugares (regiões) distantes de cidades habitadas.

Então que desculpa esfarrapada é esta de fogos de artifício?